Sunday, March 31, 2013

Jesus está Vivo!


Feliz Páscoa! Gostaria de compartilhar uma mensagem que meu pai pregou recentemente. Jesus está vivo! Aleluia! 
- Simply Cintia

O REI DOS JUDEUS 

"E levaram Jesus para o Gólgota, que quer dizer lugar da Caveira. Deram-lhe a beber
vinho com mirra; ele, porém, não tomou. Então, o crucificaram e repartiram entre si
as vestes dele, lançando-lhes sorte, para ver o que levaria cada um. Era a hora terceira
quando o crucificaram. E por cima, estava, em epígrafe, a sua acusação: O REI DOS
JUDEUS.Com ele crucificaram dois ladrões, um a sua direita, e outro 'a sua esquerda."
Mc 15. 22 - 27

Introdução : O pretenso julgamento de Jesus começara bem cedinho, praticamente
ninguém dormira na 'ultima noite. O galo tinha cantado duas vezes, sinalizando as
oportunidade que Pedro que estava no pátio, deixara passar. Ao ser afligido, acossado,
Pedro não aguentou sustentar sua fidelidade a Jesus diante da criada e o negou duas
vezes. Vergonhosamente se esquivou de ser chamado de discipulo do Nazareno.
Tristemente fugiu da responsabilidade de ser reconhecido como participante do grupo
pequeno de seguidores de Jesus, pelo primo do soldado de quem cortara a orelha, e o
negou.
Aí o galo cantou, por sinal duas vezes, como um sinal de que podemos ser
tentados pela madrugada,ou em qualque momento do dia ou da noite; e de que não
devemos perder as oportunidades de ser fiel a Jesus em meio a crise, e Pedro perdera as
tres oportunidades.

I - O julgamento feito por Pilatos
O Sinédrio composto de 71 pessoas: sacerdotes, escribas, representantes
das familias nobres; já passara a tarde e a noite julgando Jesus, e o veredito era pela
condenação, mas como não podiam decretar a "pena capital", o levaram ao governador
Poncios Pilatos.
Pilatos interrogou Jesus, e não achou nada que merecesse condenação; então o
enviou a Herodes que o interrogou, não achando nada que acarretasse a pena de morte,
então o devolveu a Pilatos.
Por vezes tambem julgamos Jesus, para saber se ele merece o nosso amor, o
nosso afeto, a nossa dedicação; e como não queremos maior compromisso com ele, o
mandamos para um lado ou para o outro. Como fazemos as vezes com o vendedor que
bate a nossa porta, e lhe dizemos, que volte no proximo mes, quando sabemos que não
vamos comprar nada, lhe damos uma esperança vazia.
Herodes ficou alegre de ver Jesus, ele tinha ouvido falar muito de Jesus e queria
conhece-lo, queria muito que Jesus fizesse algum milagre diante dele. Herodes se parece
com as pessoas que correm atráz de Jesus por causa do milagre, mas não estão dispostos
a serem seus discipulos, querem somente o sinal.
De volta a Pilatos esse decide condenar Jesus mesmo sem provas convincentes.
Primeiro propõe uma troca por Barrabás, ninguem quiz soltar Jesus, queriam era soltar
o homicida e crucificar a Jesus de qualquer jeito; então Pilatos "lava as mãos" e entrega
Jesus 'a turba sedenta por sangue, para o crucificar.

II - A Via Dolorosa e a crucificação

Os soldados dentro do palácio, se divertiram agredindo Jesus, lhe vestiram
com um manto de cor púrpura, a cor da realeza, teceram uma coroa com espinhos e a
colocaram em sua cabeça, e escarneciam dele dizendo: Salve Rei dos Judeus !
No "monte da caveira" lhe deram a beber vinho com mirra, mas Jesus recusou.
Interessante perceber que quando estamos debilitados, quer seja fisicamente, moralmente
ou espiritualmente, o adversário sempre tem um cálice para bebermos. Seja o cálice da
dor ou do infortunio, cálice do desemprego ou da relação afetiva, no entanto Jesus se
recusou a beber o cálice da amargura.
As nove horas da manhã, Jesus foi crucificado,os soldados repartiram as vestes
dele entre si. Que pena que não repartiram as suas virtudes e o seu amor dispensado
as criaturas. Que pena não repartiram a sua bondade e o cuidado com o desfavorecido,
que pena que não repartiram a sua confiança de que no Reino de Deus , tem um lugar
separado, para o que espera nele.
Acima de sua cabeça, profeticamente escreveram na cruz nos tres maiores
idiomas da época: O REI DOS JUDEUS. Ao seu lado dois malfeitores, 'a sua frente
pessoas que foram assistir ao drama do calvário, e o constrangiam dizendo: Desce da
cruz, salva-te a ti mesmo. Decididamente é muito dificil agradar a todo o mundo, melhor
é pelo menos agradar a Deus.

III-Está tudo consumado
Em torno do meio dia, o sol escureceu e houve trevas até as tres horas da tarde;
o véu do templo se rasgou de alto a baixo, então Jesus clamou em alta voz: Pai, nas tuas
mãos entrego o meu espirito! e dito isto expirou. Está tudo consumado, ou seja, tudo que
tinha que ser feito, já aconteceu, o que nos resta agora é acompanhar o desenrolar das
profecias.
Foi desalentador tirar o corpo de Jesus da cruz, foi constrangedor depositá-lo no
sepulcro, foi desanimador fechar a porta da caverna,sem a esperança de que algo pudesse
acontecer; porque Jesus era a esperança, e sem Jesus não temos nada, sem Jesus não
somos nada, sem Jesus não nos resta nada.
Cada pessoa voltou para a sua casa, com o peito repleto de amargura, desejando
que aqueles últimos dias não tivesse acontecido. Desejando que tudo não passasse de
um pesadelo. Mas era verdade, sim, uma dolorosa verdade; no entanto, quando estava
conosco ele havia dito que ressuscitaria ao terceiro dia. Quando estava conosco ele disse
que depois da noite escura, o sol haveria de raiar.
Jesus é o sol que quer raiar na sua vida, findando o período de aprensão e medo,
o sol da justiça vai brilhar. Quem acreditar vai ve-lo brilhando; que não acreditar vai
ve-lo brilhando tambem; porque o sábado vai passar, e o domingo da ressurreição vai
aparecer, para dizer a todo que chora, a todo falto de esperança, a todo saudoso da
presença do Rei: Ele ressuscitou. Aleluia!

IV - Os tres dias mais desoladores da histórias

IV- Conclusão
De que lado voce vai querer ficar, do que reinará para sempre, ou do que será derrotado
na manhã de domingo? Apesar das falsas promessas do Anti Cristo. Apesar dos falsos

apelos do nominalismo, ser fiel a Jesus de verdade, trará para todo o que crer, a certeza da
vida eterna e a convição do dever cumprido; Ele ressuscitou e seguiremos com ele para a
terra sem males. Amém!

0 comments: